Eu e minha experiência para com a Paróquia São Sebastião

BLOG

Eu e minha experiência para com a Paróquia São Sebastião

Postado em 20/10/2015

Sou Frei Francisco Coelho de Oliveira, natural de Benjamim Constant. No ano de 1996, chego à Manaus para ingressar na Ordem dos frades Menores Capuchinhos. Era janeiro daquele ano e fiquei hospedado no convento dos frades e logo fui convidado a colaborar nos festejos de São Sebastião, nosso mártir padroeiro.

Assim começou minha experiência com a paroquia. Em 1998, me tornei frade e voltei a Manaus para os estudos de filosofia e teologia. Neste tempo, a pedido de Frei Mario Monacelli, grande missionário e pároco naquela ocasião, como estudante, colaborei junto com outros irmãos das Adorações no final da tarde das quintas feiras. Momento muito forte com os paroquianos que participavam com bastante fé e ainda mais por ser dirigida por frades esta Adoração; em maio de 1997, me ordenei diácono na Igreja de São Sebastião, outro momento sublime por ser dia das mães e festa de Nossa Senhora de Fátima.

Depois de ordenado sacerdote, no mesmo ano, depois de ter ido em missão para Humaitá por dois anos, volto à Manaus para ser vice-pároco, nesta paróquia. Aqui realizamos com Frei Carlos acácio, pároco naquele ano, várias atividades sociais, além de celebrações e confissões.

Esta aproximação fez com que eu me sentisse muito bem acolhido pelos paroquianos e ao mesmo tempo perceber o dinamismo desta paroquia. Procuramos atender a todos que nos procuram dos quatro cantos de Manaus; somos solicitados para várias ações; e neste ano , estou aqui novamente contribuindo e vivendo as mudanças acontecidas aqui; em nossa paroquia é possível encontrar sempre um Frei Sacerdote para atendimento na secretária; temos confissões todos os dias nos horários da missa das 18h e nas quintas o dia todo temos confissões.

Como missionário capuchinho sou grato a esta paróquia pelos benefícios espirituais que ela me oferece e também por poder ajudar por meio dela tantos irmãos e irmãs na fé.

Concluo lembrando que para mim, nestes dias, foi importante perceber a grande mudança aceita pelo bispo, em colocar São Francisco de Assis como co-padroeiro. Assim partilho minha experiência com esta paroquia.